Início » Clipping » Clipping Diário 05.07.2017
 

Clipping Diário 05.07.2017

Clipping Diário

TJPI

05.07.2017

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PIAUÍ

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

JORNAL

DATA

PÁGINA

EDITORIA

O DIA

05.07.2017

CAPA

EM DIA

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PIAUÍ

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

JORNAL

DATA

PÁGINA

EDITORIA

O DIA

05.07.2017

7

EM DIA

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PIAUÍ

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

PORTAL

DATA

PÁGINA

EDITORIA

180 GRAUS

05.07.2017

BASTIDORES

Juiz manda recurso do Caso Hélio Cortez para o Tribunal de Justiça

O juiz da 1ª vara do Tribunal Popular do Juri, Antônio Nolêtto, encaminhou ao Tribunal de Justiça do Piauí o recurso interposto pelo Ministério Público contra a decisão prolatada pelo juri do Caso Hélio Cortez, comerciante assassinado por Alexandre dos Santos Gomes.

Um desembargador relator será designado para o caso.

Alexandre pegou pena mínima, mesmo matando o senhor de 56 anos de idade de forma brutal, pisando e até pulando, segundo testemunhas, sobre sua cabeça.

A pena foi de seis anos, em regime semi-aberto.

Um prêmio.

A decisão vai de encontro às provas dos autos, segundo Gilberto Ferreira, advogado da família da vítima, além de possuir outras incongruências jurídicas.

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PIAUÍ

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

PORTAL

DATA

PÁGINA

EDITORIA

CIDADE VERDE

05.07.2017

ÚLTIMAS

Exército destrói mais de 900 armas apreendidas no Piauí

O Exército inicou, nesta terça-feira (4), a destruição de armas apreendidas por órgãos de segurança dos governos federal e do Piauí. Foram 917, entre armas longas e curtas, que faziam parte de processos judiciais já transitados e julgados. 

A medida visa tirar do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) os revólveres tomados em ações criminosas. Em breve, também deverão ser inutilizadas ar asmas que foram entregues por cidadãos na Campanha Nacional do Desarmamento. 

O 25º Batalhão de Caçadores (25º BC) foi o local de recebimento e destruição das armas, processo supervisionado pela Seção de Fiscalização de Produtos Controlados. No quartel, foi realizada a primeira etapa, com a inutilização das armas.

Depois de inutilizadas, as armas de fogo serão levadas para Fortaleza (CE), onde serão destruídas em alto-forno. O tenente-coronel Nixon Frota, comandante do 25º BC, informou ao Cidadeverde.com que a primeira etapa foi concluída no início da tarde e o batalhão aguarda a definição da tada para envio do material para a capital cearense. 

Em 15 anos, o Exército Brasileiro já destruiu 3,1 milhões de armas de fogo. A ação faz parte de cooperação técnica firmada em 2011 entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Ministério da Justiça e Ministério da Defesa. 

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PIAUÍ

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

PORTAL

DATA

PÁGINA

EDITORIA

PORTAL AZ

05.07.2017

POLÍCIA

Cerca de mil armas de fogo são destruídas pelo Exército do Piauí

O armamento foram apreendidos e já passaram por um todo um processo transitado e julgado

O Tribunal de Justiça do Piauí encaminhou cerca de mil armas de fogo, provenientes de apreensões da Polícia Civil e Polícia Militar, para o 25º Batalhão de Caçadores. As armas serão pré-destruídas e posteriormente encaminhadas ao 10º Depósito de Suprimentos, em Fortaleza, no Ceará para destruição final.

Essas armas foram enviadas do Tribunal de Justiça e já passaram por um todo um processo transitado e julgado. Recebemos a ordem primária de destruí-las, onde danificamos as armas, depois passamos para a segunda fase que é encaminha-las para Fortaleza onde serão definitivamente destruídas”, explica o coronel Nixon Frota, comandante do 25º Batalhão de Caçadores.

Os objetos que serão destruídos são armas curtas como revólveres e pistolas, carregadores, armas longas, como espingardas e rifles, além de munições.

Hoje estamos entregando cerca de mil armas, sendo que nos últimos meses o número já chega a seis mil. Por isso, temos que parabenizar a Polícia Militar e a Polícia Civil pelo excelente trabalho”, ressalta o juiz Luiz Moura Correa.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email