Início » Corregedoria » Justiça Itinerante celebra participação no maior casamento coletivo do Piauí

Justiça Itinerante celebra participação no maior casamento coletivo do Piauí

 
 

A 25ª edição da Cidade Junina, que encerrou no último final de semana, foi marcada pelo maior casamento coletivo da historia do Piauí. Foram mais de 250 casais, que aproveitaram as festas de junho, para um casamento típico.

A cerimônia, que aconteceu na última sexta, foi realizada em parceria com o Tribunal de Justiça do Piauí, por meio da Justiça Itinerante e da Fundação Maria do Amparo Alencar. A festa gratuita teve direito a marcha nupcial, ao som da banda de música do 25º Batalhão de Caçadores, buquês para as noivas e bolo.

Para o vice-Corregedor Geral da Justiça, desembargador Oton Lustosa, o casamento comunitário é um dos mais importantes serviços prestados pela Justiça Itinerante. “Ele consiste na estabilização de relações afetivas entre noivos – que se casam; entre conviventes – que convertem união estável em casamento. Serviço prestado pelo Poder Judiciário de forma gratuita e democrática”, disse o desembargador.

Na celebração, o juiz Thiago Aleluia destacou o reconhecimento do amor e uma representação da proximidade do TJ-PI com a comunidade. “Estamos aqui hoje com 250 casais, mais de 500 pessoas celebrando o amor nesse mês maravilhoso, que é o mês junino. Para mim, é uma experiência única. Nunca casei tantas pessoas na vida e espero que seja um momento único de muita felicidade para todos aqui”, comentou.

Até a próxima sexta-feira, a equipe da Justiça itinerante estará no Campus Clóvis Moura, da Universidade Estadual do Piauí, no bairro Dirceu. Os atendimentos gratuitos acontecerão de até sexta (28), a partir das 8h até o atendimento de oitenta senhas distribuídas por serviço.

Dentre os serviços oferecidos estão agendamentos para alistamento militar, emissão de carteira de trabalho e bolsa família, informações sobre aposentadoria e benefícios e atendimento do Procon itinerante, além da homologação de Casamento Civil, reconhecimento de paternidade/exame de DNA através do Projeto Eu Tenho Pai; retificação de registro civil de nascimento, casamento e óbito; divórcio consensual, homologação de acordo de pensão alimentícia, restauração de assento de nascimento, reconhecimento e dissolução de união estável, suprimento/justificação de óbito, além de outras de natureza consensual.

São parceiros dessa Jornada o Instituto Nacional de Seguro Social, Defensoria Pública, Ministério Público, Sebrae e Junta Militar e 3º Cartório de Registro Civil de Teresina.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email