Início » Corregedoria » 9ª Vara Cível de Teresina agora é 100% Digital

9ª Vara Cível de Teresina agora é 100% Digital

 
 

“Se as coisas são inatingíveis… ora!
Não é motivo para não querê-las…
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!”

Foi com os versos de Mário Quintana que o juiz titular da 9ª Vara Cível de Teresina, Dr. Antônio Soares, recebeu das mãos do Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, desembargador Sebastião Ribeiro Martins e do Corregedor Geral da Justiça, desembargador Hilo de Almeida, o selo “Vara 100% Digital”. A unidade é a terceira do Estado a receber a comenda por ter digitalizado todos os seus processos, passando a operar exclusivamente através do Processo Judicial Eletrônico (PJe). Em sete dias, as equipes do Núcleo Central de Digitalização, Central de Distribuição de Primeiro Grau, além dos servidores da própria unidade digitalizaram 821 processos.

Para o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, esse é o Judiciário do futuro, que tira os sonhos do papel e aprimora seu trabalho. “É muito gratificante chegar aqui e ver um resultado desse. É isso que nos dá segurança de que estamos no caminho certo para trabalhar. Racionalizando os serviços, aumentando a produtividade e diminuindo os custos. Parabéns à 9ª Vara Cível e a todos da Corregedoria que em três meses apresentaram resultados práticos ”, disse o desembargador Sebastião Ribeiro Martins.


O Corregedor Geral da Justiça destacou que o momento é de gratidão e mais trabalho. “Aqui falamos de sonhos, mas não seria nada se não trabalhássemos para construir uma nova realidade. Por isso saímos do gabinete, estamos visitando cada unidade judiciária, ouvindo os magistrados e servidores e entendendo do que precisamos para evoluir. A digitalização é uma meta que traçamos e estamos conquistando com o trabalho de todos” avaliou o desembargador Hilo de Almeida.

Já o juiz titular da 9ª Vara falou da parceria com a CGJ e do simbolismo em receber o Selo das mãos do Presidente e do Corregedor. “Essa conquista nos faz ter certeza de que o homem não se distingue tanto pelo saber, mas principalmente pelo fazer. Por isso hoje é um momento histórico, em que podemos também celebrar o trabalho da Corregedoria, que nos mostra que corrigir não é caçar bruxas, mas buscar caminhos. É fazer com que a mágica se encaixe. É por isso que estamos aqui com esse resultado e muito honrado por essa visita”, disse Dr. Antônio Soares.

A secretária geral da Corregedoria, Mônica Lopes, chamou atenção para o trabalho dos servidores, que vestiram a camisa da digitalização. “Esse é um trabalho valoroso dos nossos servidores, que têm se esforçado para ver esse sonho virar realidade. Quando começamos a pensar a digitalização, fomos atrás de empresas, mas nem se pagássemos a fortuna que eles cobraram, nenhuma conseguiria avançar como nossos servidores conseguiram”, garantiu a secretária.

Marta Maria Pereira, da Central de Distribuição de Primeiro Grau e Raimundo Calaço, do Núcleo de Digitalização: servidores-destaque do Processo de Digitalização.

A estimativa da CGJ é que até o mês de junho, cerca de 15 mil processos sejam digitalizados em várias unidades judiciárias da capital e do interior. Depois da 10ª e 9ª Varas Cíveis de Teresina e da Vara Única de Monsenhor Gil, devem receber o selo 8ª Vara Cível, além das comarcas de Batalha e Bom Jesus.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email