Início » Corregedoria » Desembargador Hilo de Almeida é eleito membro da diretoria do Colégio Permanente de Corregedores Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil

Desembargador Hilo de Almeida é eleito membro da diretoria do Colégio Permanente de Corregedores Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil

 
 

O Corregedor Geral da Justiça do Piauí, desembargador Hilo de Almeida Sousa, foi eleito durante a realização do 82º Encontro Nacional dos Corregedores Gerais da Justiça do Brasil (Encoge) segundo secretário do Colégio Permanente de Corregedores Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil (CCOGE), com mandato até 2020. Para presidente, foi eleito o corregedor geral da Justiça de Alagoas, desembargador Fernando Tourinho.

“É uma honra fazer parte da diretoria desse Colégio Permanente. Acredito que nosso empenho compartilhado em prol da Justiça brasileira, especialmente do jurisdicionado, é um instrumento fundamental para a cidadania. Esse colégio tem historicamente dado excelente contribuição em busca desse objetivo. Assim continuará”, disse o desembargador.

Presente à cerimônia, o ministro Humberto Martins, corregedor nacional de Justiça saudou a eleição da nova diretoria, que assume o cargo no final do ano. “Somos um corpo único. Unidos, os corregedores do Brasil podem fazer muito pela magistratura e pela sociedade. Magistratura forte, cidadania respeitada”, disse.

Também comporão a nova mesa diretora do Colégio o corregedor geral da Justiça do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJ/PR), desembargador José Augusto Gomes Aniceto, como 1º vice-presidente, o desembargador do Ceará, Teodoro Silva Santos, como 2º vice-presidente, a desembargadora do Pará, Maria de Nazaré Saavedra Guimarães como 1ª tesoureira, o desembargador Kisleu Dias Maciel Filho, de Goiás, como 2º tesoureiro, a desembargadora Elvira Maria de Almeida Silva, de Sergipe, como 1ª secretária

Nessa edição do Encontro, as Corregedorias Gerais de Justiça discutiram sua atuação da sociedade. Entre os temas abordados estão: “Acolhimento Familiar”, “Sistema Eletrônico de Execução Unificado”, “Biometria no Extrajudicial”, além do “Serviço Integrado Multidisciplinar”, SIM, projeto da Corregedoria Geral de Justiça do Piauí, apresentado pela servidora da CGJ-PI Samya Larissa.

O Encontro de Corregedores foi criado em 1994 pelo desembargador DércioErpen, do Rio Grande do Sul. A iniciativa busca o aperfeiçoamento e a melhoria da prestação dos serviços judiciais e extrajudiciais. Também visa promover a celeridade processual e aproximar a Justiça da população.

 

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email