Início » Corregedoria » Encontro de Corregedores discute atuação na sociedade pelas Corregedorias 

Encontro de Corregedores discute atuação na sociedade pelas Corregedorias 

 
 

 

Discutir a atuação das Corregedoria Gerais da Justiça na sociedade e como aperfeiçoar os instrumentos de garantia da cidadania. É com esse objetivo que os Corregedores Gerais da Justiça de todo Brasil estão reunidos em Foz do Iguaçu, Paraná, no 82° Encontro Nacional dos Corregedores Geral da Justiça, ENCOGE, até sexta(6). O Corregedor e Vice-Corregedor Geral de Justiça do Piauí, desembargadores Hilo de Almeida Sousa e Oton Mário Lustosa, além dos juízes auxiliares da Corregedoria, Manoel de Sousa Dourado e da vice-Corregedoria Mário César Moreira Cavalcante representam o Piauí.

Na abertura do evento, o Corregedor Nacional da Justiça, o Ministro Humberto Martins falou sobre os desafios do Judiciário brasileiro, especialmente no que refere à modernização, celeridade dos processos e aproximação com a sociedade. “Nós somos apenas inquilinos do Poder, quem é o mandatário é o povo. Porém, quando o Judiciário é forte, forte também é a cidadania. O magistrado do futuro é um humanista, um verdadeiro gestor. Nesse sentido, nossa meta é garantir os instrumentos para isso e as Corregedoria têm um papel fundamental”, disse o ministro.

Para o desembargador Hilo de Almeida Sousa, o ENCOGE é um momento importante para discutir os principais desafios do Judiciário, compartilhando experiências e instrumentos para melhorar a prestação jurisdicional.  “O encontro é um momento extramente rico, em que trocamos experiências, aprendemos e ensinamos. O Brasil é um país continental, e cada Estado tem sua realidade, porem temos problemas em comum e as soluções surgem de momentos como esse”, destacou o Corregedor.

O desembargador Oton Mário Lustosa ressaltou ainda a oportunidade de conhecer as práticas inovadoras das Corregedorias. “Essa é uma oportunidade que têm os corregedores de participar do que vem acontecendo em termos de inovação nas administrações das Corregedorias de todos os Estados, onde, via de regra, os temas mais angustiantes de funcionamento da Justiça são tratados; surgindo daí ideias e práticas que poderão ser compartilhadas por todos os corregedores, numa salutar ltroca de experiências, em busca de uma dinâmica mais eficaz e mais produtiva para a administração da Justiça”, disse o Vice-Corregedor.

Entre os temas abordados na 82ª edição do ENCOGE estão: “Acolhimento Familiar”, “Sistema Eletrônico de Execução Unificado”, “Biometria no Extrajudicial”, além do “Serviço Integrado Multidisciplinar”, SIM, projeto da Corregedoria Geral de Justiça do Piauí, que será apresentado pela servidora da CGJ-PI Samya Larissa.

O Encontro de Corregedores foi criado em 1994 pelo desembargador Dércio Erpen, do Rio Grande do Sul. A iniciativa busca o aperfeiçoamento e a melhoria da prestação dos serviços judiciais e extrajudiciais. Também visa promover a celeridade processual e aproximar a Justiça da população.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email