“Agenda 2030”: Nupemec/TJ-PI lança campanha para estimular ações compatíveis com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

 
 

Com a missão de estimular  ações individuais e coletivas compatíveis com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pela Agenda 2030, a agenda de Direitos Humanos das Nações Unidas, o Poder Judiciário piauiense, por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), lança, nesta segunda-feira (10), a campanha “Conhecendo a Agenda 2030”. A finalidade é difundir as metas da Agenda para o alcance de indicadores nacionais que contribuam, por exemplo, para a erradicação da pobreza, promoção da prosperidade e do bem-estar da sociedade em geral. Todas as segundas-feiras, um dos 17 objetivos da Agenda será postado no perfil @equipenupemectjpi na rede social Instagram para conhecimento dos servidores e jurisdicionados. O primeiro objetivo  trabalhado é relativo à erradicação da pobreza.

Integrar a Agenda 2030 ao Poder Judiciário  e a todos os segmentos da Justiça, dentre eles os ramos estadual, federal, eleitoral, militar e do trabalho, como também Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Tribunal Superior do Trabalho (TST) é a Meta Nacional nº 9 do Poder Judiciário Brasileiro – a confecção das Metas Nacionais é formulada anualmente, visando à melhoria do desempenho dos tribunais e dos órgãos que compõem o sistema de Justiça.

Para incentivar o engajamento do Poder Judiciário à causa, os tribunais que apresentarem as melhores performances no cumprimento dos indicadores relacionados à Agenda 2030 também serão premiados com o Selo CNJ – Agenda 2030 nas categorias diamante, esmeralda e rubi.

De acordo com a juíza coordenadora do Nupemec, Lucicleide Belo, “muitas pessoas ainda desconhecem a existência da Agenda 2030 e os objetivos propostos, o que pode dificultar o alcance das metas, principalmente considerando o atual cenário vivido com a crise da pandemia do Covid-19, o que requer mais seriedade e comprometimento”. “O que não se conhece fica mais difícil de ser implementado. Os objetivos propostos pela agenda são bastante abrangentes e dão uma noção muito boa sobre o que, de fato, precisamos discutir e melhorar. Sustentabilidade não é só diminuir impactos ambientais, é muito mais do que isso, é garantir uma vida digna a todos e o bem-estar para a sociedade em geral”, pondera a magistrada.

Objetivo 1

O primeiro objetivo abordado na campanha é “Erradicação da Pobreza”. Para tanto, o Nupemec está contando com a parceria da Cáritas Arquidiocesana de Teresina, organização sem fins lucrativos que atua no combate à fome. Como parte das ações da campanha “Conhecendo a Agenda 2030”, a Cáritas Arquidiocesana criou o movimento “Estenda a Mão e Faça a Diferença”, com o intuito de incentivar a sociedade em geral à doação de recursos financeiros ou mantimentos ao público prioritário de suas ações, pessoas carentes e vulneráveis, trabalhadores (sem-terra, sem moradia e comunidades no Semiárido), mulheres, pessoas negras, crianças, adolescentes, jovens com dificuldade de inclusão social e pessoas idosas em situação de risco e de vulnerabilidade socioeconômica.

O coordenador de Políticas Judiciárias e Cidadania do Tribunal de Justiça do Piauí, Rinaldo Sousa, destaca a importância do movimento, que faz jus ao primeiro objetivo da Agenda 2030. Segundo o servidor, “a extrema pobreza é um dos mais desafiadores problemas enfrentados pela humanidade. Ela ocorre quando os indivíduos não possuem os meios materiais para satisfazer as suas necessidades básicas. Mudar essa situação é compromisso de todos e envolve poderes públicos, gestores locais, sociedade civil organizada, comunidades e famílias”, afirma.

“A Cáritas é uma rede de solidariedade e ajudamos as pessoas que mais necessitam, ainda mais agora nesse tempo de pandemia. Nós acreditamos nesse primeiro objetivo da campanha ‘Conhecendo a Agenda 2030’. Nós pedimos a sua contribuição para o desenvolvimento desse primeiro objetivo. Você pode fazer isso através da ajuda de um dos projetos da Cáritas de Teresina. Você pode fazer uma doação financeira na nossa conta bancária (disponível na descrição da conta oficial @nupemectjpi) ou deixar uma ajuda em alimento, material de limpeza, roupas no Centro Pastoral Paulo VI. Estenda a mão e faça a diferença”, reforça a coordenadora da Cáritas, Lucineide Rodrigues.

Agenda 2030

São os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: erradicar a pobreza; erradicar a fome; saúde de qualidade; educação de qualidade; igualdade de gênero; promover água potável e saneamento; energias renováveis e acessíveis; trabalho digno e crescimento econômico; indústria, inovação e infraestruturas; redução das desigualdades; cidades e comunidades sustentáveis; produção e consumo sustentáveis; enfrentar a ação climática; proteger a vida marinha; proteger a vida terrestre; promover a paz, a justiça e instituições eficazes e viabilizar parcerias para a implementação dos objetivos.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email