Início » Corregedoria » CGJ-PI inaugura virtualmente a primeira Secretaria Unificada do TJPI

CGJ-PI inaugura virtualmente a primeira Secretaria Unificada do TJPI

 
 

Reunião virtual de entrega da primeira Secretaria Unificada do Tribunal de Justiça do Piauí   

 

Apesar do isolamento provocado pela pandemia do novo coronavírus, a Corregedoria Geral de Justiça do Piauí continua avançando em seus projetos. Nesta sexta (24), a CGJ-PI entregou oficialmente, através de videoconferência, a primeira Secretaria Unificada do Tribunal de Justiça do Piauí, que passa a contemplar os serviços de secretaria da 6ª, 7ª, 8ª, 9 e 10ª Varas Cíveis da Comarca de Teresina-PI.

A reunião virtual liderada pelo Corregedor Geral de Justiça do Piauí, desembargador Hilo de Almeida Sousa, reuniu desembargadores, magistrados, representantes do Ministério Público, Defensoria e OAB, além de convidados que participaram ativamente do projeto. 

A partir de agora as Varas Cíveis de Teresina passam a contar com um único Ofício para processamento e cumprimento de decisões judiciais dos seus processos em tramitação. “Isso vai garantir maior celeridade aos processos, pois vai padronizar os procedimentos e rotinas de trabalho, racionalizar o trabalho dos recursos humanos e financeiros, além de agilizar a tramitação dos feitos das unidades jurisdicionais através da gestão por competências”, explicou o Corregedor. 

Ele ainda agradeceu a todos os envolvidos no projeto, chamando atenção para o caráter colaborativo entre as instituições o que, segundo ele, foi responsável pelo sucesso de todos os projetos da Corregedoria Geral de Justiça do Piauí, na atual gestão. “Desde o início da nossa gestão tenho batido na tecla de que a parceria seria nosso grande propósito. Essa união de forças tem permitido o sucesso não apenas de projetos como o que entregamos hoje, como todos os outros”, ressaltou o Corregedor. 

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Sebastião Ribeiro Martins parabenizou a CGJ-PI pelo êxito em mais um projeto e ressaltou o caráter inovador da proposta. “Parabenizo a Corregedoria Geral da Justiça, seus dirigentes e valorosos servidores, por mais essa inovação. A Secretaria Unificada, a exemplo de projetos semelhantes implantados em outros tribunais, trará maior agilidade ao trabalho de secretaria nas nossas unidades jurisdicionais, e, consequentemente, uma melhor prestação jurisdicional, que é a finalidade maior do trabalho do Judiciário”, destacou.

Para o Vice Corregedor Geral de Justiça, desembargador Oton Mário Lustosa, a entrega da Secretaria Unificada é mais um avanço importante para todo o Judiciário piauiense. “A CGJ-PI tem feito um grande trabalho, assumindo vários projetos importantes, o que nos deixa muito feliz. É preciso aplaudir a iniciativa do desembargador Hilo e de toda sua equipe, que vêm se esforçando para continuar avançando, mesmo na pandemia. Os projetos são muitos e é motivo de orgulho para todos nós”, destacou. 

O juiz auxiliar da Corregedoria e coordenador do projeto, Luiz de Moura ressaltou a importância da Secretaria Unificada nesse momento. “Esse é mais um grande trabalho da Corregedoria. Com ele, os servidores poderão trabalhar melhor, se especializar em uma etapa específica do trabalho, tornando mais célere a prestação jurisdicional. Como os processos das Varas Cíveis que compõe a nova secretaria estão todos digitalizados, é possível continuar trabalhando mesmo durante o isolamento. Sem dúvida é um novo momento para o Judiciário”, disse o magistrado. 

O presidente da Associação dos Magistrados do Piauí, o juiz Leonardo Brasileiro acredita que a produtividade será consideravelmente maior com a nova Secretaria. “Agora com a Secretaria Unificada conseguiremos acelerar a produtividade do Judiciário, dando a resposta que a sociedade tanto nos cobra”, disse o magistrado.

Representando a OAB, o tesoureiro da instituição, Francisco Einstein Holanda disse acreditar a que nova Secretaria vai promover uma verdadeira sanitização dos processos das unidades que contempla. “Para os advogados, a nova Secretaria Unificada representa um grande feito. Acreditamos que acontecerá uma verdadeira sanitização dos processos, melhorando a produtividade e a prestação jurisdicional”, destacou.

Parceiro na construção do projeto, desde a sua idealização, o ex-conselheiro do CNJ, Norberto Campelo, disse que o novo projeto é um marco para o Judiciário piauiense. “Esse momento é um marco para o Judiciário piauiense. Estamos muito felizes em ver que, mesmo durante a pandemia, a Corregedoria continua a tocar seus grandes projetos. A Secretaria Unificada é uma tendência nacional e o mais importante; mesmo num momento como esse, ela não apenas está pronta como funcionando, graças a outro projeto muito importante, que foi a digitalização dos processos cíveis, também promovido pela CGJ-PI”, avaliou. 

Ainda participaram da reunião, a promotora de Justiça Martha Celina de Oliveira Nunes, Subprocuradora Geral do Ministério Público, a Defensora Pública Sheila de Andrade; os juízes das 8ª, 9 e 10ª Varas Cíveis da Comarca de Teresina-PI: Lucicleide Pereira Belo, Antonio Soares dos Santos e Edson Alves da Silva respectivamente, o secretário Geral da Corregedoria Henrique Luiz da Silva Neto, além dos servidores que participaram do projeto de implantação da Secretaria Unificada: Carlos de Moura Rêgo, Gustavo de Lima Vale, Júlia Leite e Nayron Silva

Fotos da estrutura da Secretaria Unificada, localizada no Fórum Cível e Criminal Desembargador Joaquim de Souza Neto:

.

Vídeos de apresentação das salas da equipe e do juiz da Secretaria Unificada:

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email