Início » Corregedoria » Gabinete Remoto atinge a marca de 4.395 decisões judiciais e equipe traça estratégias para nova fase

Gabinete Remoto atinge a marca de 4.395 decisões judiciais e equipe traça estratégias para nova fase

 
 

Reunião virtual da equipe do Gabinete Remoto

A equipe do Gabinete Remoto reuniu-se essa semana, por meio de videoconferência, para avaliar os trabalhos já realizados e traçar estratégias para as jornadas seguintes. O projeto havia atingido a marca de 2.341 minutas de decisões judiciais até abril de 2020. Após o incremento da equipe no mês de maio, mediante a atribuição das gratificações por condição especial de trabalho(GCET’s), já foram produzidas mais de 2.000 minutas de decisões, totalizando 4.395 decisões judiciais, em números que correspondem quase em sua totalidade a sentenças de mérito.

Criado pelo Provimento nº 31/2019, o Gabinete Remoto é um dos 15 principais projetos que a Corregedoria Geral de Justiça desenvolve na atual gestão, e tem como objetivo prestar auxílio direto à atividade judicante das unidades judiciárias, através de atuação remota, via sistema PJe, perante o acervo da unidade contemplada, sendo um estratégico instrumento para o aumento da produtividade, com a disponibilização da equipe por período determinado.

A atuação do Gabinete Remoto é voltada para a confecção de minutas de sentença em processos de média e baixa complexidade em demandas com maior fluxo, após o envio pela unidade auxiliada de lista com os processos a serem minutados, com a indicação do número do processo e do pedido principal devidamente especificado.

Os trabalhos se iniciaram ainda no mês de junho de 2019, através de projeto piloto, composto inicialmente por dois servidores e duas estagiárias. Devido aos bons resultados alcançados, já neste ano de 2020, a partir do mês de maio, passou a contar com mais 12 (doze) servidores, em regime de trabalho extra de 02 horas diárias, decorrentes da concessão das GCET’s.

A seleção dos servidores para atuar no Gabinete Remoto acontece de acordo com a produtividade dos mesmos em suas unidades de origem, aqueles com melhor desempenho são convidados a se engajarem no projeto, por 02 horas diárias a mais, nas comarcas e varas que recebem auxílio. Dessa forma, são beneficiadas tanto a unidade de lotação originária do servidor produtivo quanto a unidade que é auxiliada neste trabalho extra.

A reunião foi conduzida pelo Dr. Manoel de Sousa Dourado, Juiz Auxiliar da Corregedoria Geral de Justiça, que coordena o projeto em conjunto com as servidoras Mônica Lopes e Mariana Pereira. Na oportunidade, foi ressaltada a importância deste trabalho para o Judiciário Piauiense, os ganhos para o jurisdicionado e a satisfação dos servidores em estarem colaborando para a melhoria dos números do Tribunal e minimização dos custos sociais da população piauiense.

Na reunião diversos membros da equipe se manifestaram, demonstrando que sentem-se valorizados pelo trabalho desenvolvido, por terem sido lembrados de que poderiam contribuir mais na produtividade dos gabinetes. Depoimentos carregados de emoção, como quando se referiam ao início do projeto, ainda um “zigoto”, nas palavras do servidor João Pedro, sendo que agora é que estaria prestes a completar um ano, bem como quanto à alegria das partes ao verem seus processos julgados, considerando-se o tempo de andamento de alguns deles, muitos com mais de 08 anos de tramitação, nas palavras dos demais servidores.

Mônica Lopes parabenizou a todos, ressaltando a competência por trabalharem em equipe e que eles se sentiam como cogestores na administração da Corregedoria, atendendo ao convite feito pelo Desembargador Hilo de Almeida Sousa, no início da gestão atual.

Mariana Pereira declarou sua satisfação e felicidade em conduzir mais de perto os trabalhos, sempre ouvindo as sugestões e trilhando caminhos de forma conjunta, coesa e harmônica, aspecto que enriquecem profissionalmente todos eles participantes.

Dr. Manoel Dourado finalizou a reunião agradecendo em nome do Desembargador Corregedor, Hilo de Almeida Sousa, e conclamou a todos que continuassem firmes nas jornadas. “ Cada passo realizado neste projeto aconteceu graças a todos os envolvidos, somos gratos por termos formado essa equipe tão engajada. É importante que todos permaneçam imbuídos do espírito coletivo, lembrando que na atual gestão da Corregedoria não existe trabalho realizado pela figura isolada do eu, pois o eu somos todos nós. Todo esforço e resultado alcançado é conjunto!”, concluiu.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email