Nupemec e Cejusc realizam mediação judicial simulada utilizando a plataforma Cisco Webex e disponibilizam tutorial sobre uso da ferramenta

 
 

As unidades de mediação do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), sob coordenação do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), participaram, na última semana, de simulação de uma audiência de mediação judicial virtual, utilizando a plataforma disponibilizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Cisco Webex. O objetivo foi apresentar a funcionalidade da ferramenta nas audiências e dirimir dúvidas relacionadas ao uso da plataforma. A live foi transmitida e está disponível no canal “Cejusc Piauí”, no Youtube.

Considerando a inviabilidade das audiências presenciais no momento atual, em decorrência da pandemia de Covid-19, e da adoção, pelo Judiciário piauiense, dos regimes de teletrabalho e de trabalho remoto, a realização de audiências por videoconferências tornou-se um meio adequado de continuação dos trabalhos do Judiciário. “Nós estamos mostrando que estamos dispostos a contribuir com o Judiciário e contribuir com as recomendações de saúde. Então, pensamos nessa audiência simulada exatamente para mostrar as funcionalidades da plataforma, interagir, tirar dúvidas”, pontua a juíza Lucicleide Belo, coordenadora do Nupemec e idealizadora da sessão simulada – que foi organizada pelo coordenador de Políticas Judiciárias de Cidadania do TJ-PI, Rinaldo Carvalho, e pela servidora e mediadora Gislaine Maria Porto.

Para ilustrar o processo de mediação no ambiente virtual, as secretárias dos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscs) de 2° grau e da comarca de Piripiri, Anne Katharine dos Santos e Cristiane Nunes, respectivamente, realizaram, com o auxílio do servidor João Pinheiro e da instrutora de mediação Bruna Pimentel, a encenação de um caso prático de audiência envolvendo as partes e seus advogados por meio da utilização da ferramenta de videoconferência.

Na oportunidade, Rinaldo Carvalho também apresentou como é feito o cadastro na plataforma e explicou como são criadas as salas de audiência no ambiente virtual. Para o servidor, a ação foi importante para tirar dúvidas dos mediadores e, assim, garantir que eles possam fazer uso da plataforma com mais segurança e confiança.

Confira aqui o tutorial para realização de uma audiência de AUDIÊNCIA SIMULADA

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email