Nupemec promove a live “Constelação Familiar: a prática no Judiciário piauiense” em seu Instagram nesta sexta-feira (10)

 
 

Nesta sexta-feira (10), a partir das 10h, o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), unidade de mediação do Tribunal de Justiça do Piauí, promoverá a live “Constelação Familiar: a prática no Judiciário piauiense”, em seu Instagram “EquipeNupemecTJPI”. O bate-papo será conduzido pela juíza coordenadora do Nupemec, Lucicleide Pereira Belo, juntamente com o coordenador de Políticas Judiciárias de Cidadania do TJ-PI, Rinaldo Sousa, e a facilitadora e terapeuta e professora de Constelações Familiares Adriana Queiroz.

Na live, serão explicadas o que são as práticas de Constelação Familiar aplicadas no âmbito do Poder Judiciário, que integram o projeto “Leis Sistêmicas a Serviço da (Re)conciliação, e como elas podem contribuir para a promoção da cultura da paz, constituindo-se como um instrumento eficaz para a resolução de conflitos entre os jurisdicionados. Na oportunidade, serão apresentados também os bons resultados, as experiências do projeto na prática desde sua instauração no Judiciário piauiense e quais as novas perspectivas.

A prática Leis Sistêmicas a Serviço da (Re)conciliação é realizada com partes, advogados, mediadores, servidores e demais convidados com o objetivo de identificar a causa raiz dos conflitos pessoais existentes entre os participantes e encontrar soluções satisfatórias para todos. Lançada em 2018, a prática era ministrada mensalmente no Auditório Pleno do TJ-PI. Neste ano, passou a ser itinerante, levando as Constelações Familiares para locais mais diversificados, especialmente no interior do estado.

Palestrantes

Lucicleide Pereira Belo é juíza de Direito titular da 8ª Vara Cível da comarca de Teresina-PI; juíza coordenadora do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí; juíza Eleitoral da 97ª Zona Eleitoral do Estado do Piauí.

Rinaldo Sousa é coordenador de Políticas Judiciárias de Cidadania do Tribunal de Justiça do Piauí. Mediador judicial formado pela Escola Judiciária do Piauí. Foi juiz leigo do TJ-PI. Bacharel em Direito com especialização em Direito Tributário.

Adriana Queiroz é facilitadora e terapeuta integrativa. É também professora de Constelações Familiares e idealizadora do projeto “Leis Sistêmicas a Serviço da (Re)conciliação”.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email