Início » Destaques » TJ-PI desenvolverá projetos voltados ao combate à violência doméstica e familiar contra a mulher na comarca de Altos
 

TJ-PI desenvolverá projetos voltados ao combate à violência doméstica e familiar contra a mulher na comarca de Altos

O Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), por meio da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, implantará, na comarca de Altos (a 48 km de Teresina), os projetos “Tecer a Rede” e “Mais vale Prevenir do que Remediar”, voltados ao enfrentamento desse tipo de violência. A execução dos projetos na comarca, que abrange os municípios de Alto Longá e Beneditinos como termos judiciários, atende a solicitação da magistrada Andréa Parente, juíza titular da Vara Única de Altos. A previsão é de que as atividades tenham início no mês de fevereiro.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (10), durante reunião entre a magistrada, a Coordenadoria da Mulher do TJ-PI, representada pela assistente social Leina Mônica Timóteo e pela psicóloga da Coordenadoria, Girlene Neco, além do delegado da cidade, Thomaz de Aquino, e de integrantes de movimentos sociais que realizaram ato em defesa da mulher e combate à violência doméstica e familiar da cidade de Altos. O encontro contou ainda com a presença da magistrada Keylla Ranyere Procópio, juíza da 3ª Vara de Família e Sucessões da comarca de Teresina e vice-presidente da Associação dos Magistrados Piauienses (Amapi), representando a entidade.

Segundo a juíza Andrea Parente, a comarca enfrenta atualmente um crescimento no número de casos de violência doméstica e familiar contra a mulher, o que levou à solicitação de apoio à Coordenadoria da Mulher do TJ-PI para a execução de atividades e ações de fortalecimento da rede de enfrentamento a esse tipo de crime.

Projetos
O projeto Tecer a Rede tem como objetivo discutir e implementar, em conjunto, estratégias para fortalecimento da rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar nas comunidades em que é desenvolvido, reunindo, ainda, instituições que compõem o Executivo municipal e instituições locais do Sistema de Justiça.

Já o projeto Mais Vale Prevenir do que Remediar leva orientação às mulheres da comunidade com o objetivo de fortalecê-las para o enfrentamento à violência, ao tempo em que busca, também, sensibilizar o público masculino para juntar-se à luta contra este fenômeno.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email