Início » Destaques » Metas Nacionais do Poder Judiciário 2020: Pesquisa de Gestão Participativa tem início dia 22
 

Metas Nacionais do Poder Judiciário 2020: Pesquisa de Gestão Participativa tem início dia 22

Magistrados, servidores, atores do Sistema de Justiça e jurisdicionados poderão, a partir desta segunda-feira (22), participar do processo de confecção das Metas Nacionais do Poder Judiciário para o ano de 2020. Já está no ar a “Pesquisa de Gestão Participativa“, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que possibilita ao participante emitir suas considerações, sugerir alterações ou novas propostas de metas. Os interessados podem responder ao questionário, disponibilizado por meio de banner afixado na página eletrônica do TJ-PI, até o dia 11 de agosto.

A consulta pública é oriunda do esforço conjunto de 20 tribunais estaduais, por meio da Rede Nacional de Governança da Justiça Estadual, com o objetivo de fortalecer as estruturas de governança e atuação da Rede Nacional de Governança da Justiça Estadual.

A iniciativa atende ao disposto na Resolução nº 221/2016, do CNJ, que dispõe sobre a importância dessa participação no processo decisório de opiniões e visões sobre os diversos segmentos e instâncias do Judiciário. A Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário tem por finalidade ampliar, de forma integrada com outros tribunais brasileiros, a gestão estratégica do Poder Judiciário. Cada segmento da Justiça pode contribuir com a definição de diretrizes para as Metas do Judiciário Nacional.

Rede Justiça
A Rede Justiça é um modelo de gestão que segue a Rede de Governança Colaborativa, instituído com a finalidade de atender às necessidades do Judiciário. No âmbito do Estado do Piauí, o documento para criação da Rede Justiça foi assinado, em maio deste ano, pelos presidentes do TJ-PI, desembargador Sebastião Martins, do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Piauí (TRE-PI), desembargador Francisco Antônio Paes Landim, e do Tribunal Regional do Trabalho da 22.ª Região (TRT-22), desembargadora Liana Chaib.

Prêmio CNJ

Instituído em maio deste ano pelo CNJ, o Prêmio CNJ de Qualidade avalia o desempenho e a produtividade dos tribunais de Justiça brasileiros. Essa avaliação é feita de forma segmentada, utilizando-se de critérios baseados na organização administrativa e judiciária. O Prêmio é destinado aos tribunais com melhor desempenho no ranking geral, considerando todos os ramos de justiça, quanto aos eixos: Governança, Produtividade e Transparência e Informação Como forma de estímulo e reconhecimento ao trabalho prestado pelos tribunais, o Prêmio CNJ contribui efetivamente para o cumprimento das Metas Nacionais do Poder Judiciário.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email