Início » Destaques » Nupemec e Cejusc promovem nova prática do projeto Leis Sistêmicas a Serviço da (Re)Conciliação
 

Nupemec e Cejusc promovem nova prática do projeto Leis Sistêmicas a Serviço da (Re)Conciliação

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), por meio do Centro Judiciário de Solução de Conflitos (Cejusc) e do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), realizou, nesta segunda-feira (29), mais uma prática do projeto Leis Sistêmicas a Serviço da (Re)Conciliação. O evento aconteceu no Auditório Pleno do TJ-PI.

As atividades se iniciaram com uma palestra da facilitadora e terapeuta integrativa Adriana Queiroz, que assinalou a importância da resolução de conflitos como uma forma de promover a cultura da paz e de otimizar o andamento da justiça. “No Brasil há cerca de 100 milhões de processos em andamento. Isso é metade da nossa população” frisou. Na sequência, foram realizadas atividades dinâmicas de auto-entendimento e pacificação interior.

O objetivo dessas atividades é que a interação e o autoconhecimento auxiliem na resolução de conflitos de forma pacífica e diminuam o número de litígios no Judiciário. Ou seja, busca-se que os participantes tratem questões físicas e mentais, seja nos âmbitos familiar, matrimonial e/ou de trabalho e, assim, possam compreender seus conflitos pessoais, de modo a evitarem a judicialização dessas demandas.

O projeto Leis Sistêmicas a Serviço da (Re)Conciliação foi idealizado pela magistrada Lucicleide Pereira Belo, titular da 8ª Vara Cível da comarca de Teresina e coordenadora do Nupemec, e é executado em parceria com o Núcleo de Soluções Sistêmicas.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email