Início » Destaques » TJ-PI participa do 5° Fórum de Boas Práticas de Auditoria e Controle Interno do Poder Judiciário em Belo Horizonte
 

TJ-PI participa do 5° Fórum de Boas Práticas de Auditoria e Controle Interno do Poder Judiciário em Belo Horizonte

Representantes da Superintendência de Controle Interno do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (SCI/TJ-PI) prestigiaram, entre os dias 22 e 24 de maio, o 5° Fórum de Boas Práticas de Auditoria e Controle Interno do Poder Judiciário, realizado em Belo Horizonte, Minas Gerais. A orientação teve por objetivo oportunizar aos participantes a aquisição de conhecimentos relacionados à governança, gestão e monitoramento de riscos.

O evento é uma iniciativa do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, com o apoio institucional do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, do Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais e do Tribunal Regional Federal da 1ª Região – Seção Judiciária de Minas Gerais.

Durante o Fórum, foram fomentadas discussões sobre temas relativos à área de auditoria e controle interno, além de terem sido apresentadas boas práticas adotadas por outros tribunais de Justiça e Conselhos. As palestras foram conduzidas por especialistas, dentre eles o controlador geral do Estado de Minas Gerais, Rodrigo Fontenele, o secretário de Auditoria Interna do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Diocésio Sant’anna da Silva, o secretário de Auditoria Interna do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Anderson Rubens de Oliveira Couto, o auditor federal do Tribunal de Contas da União (TCU)/Sec-MG, Leonardo Felippe Ferreira, além de professores e outras autoridades convidadas para discursar o tema.

A superintendente de Controle Interno do TJ-PI, Isabella Tabatinga, destaca que o evento é de grande relevância para o desempenho das atividades da unidade, pois possibilita o intercâmbio de boas práticas adotadas nos Tribunais e subsídios para avaliar o ambiente de governança em que a unidade de auditoria está inserida. “Essa prática é importante também para dirigir a atuação da SCI em temas de grande relevância e, consequentemente, apresentar análises e recomendações que visem ao aperfeiçoamento dos controles internos da Administração”, pontua.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email