Início » Notícias » Workshop de Oportunidades estimula reintregração de reeducandos e egressos do sistema prisional ao mercado de trabalho
 

Workshop de Oportunidades estimula reintregração de reeducandos e egressos do sistema prisional ao mercado de trabalho

O Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), por meio da Vara de Execuções Penais (VEP) da comarca de Teresina, em conjunto com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), promoveu, na manhã desta sexta-feira (15), Workshop de Oportunidades voltado a reeducandos e egressos do sistema prisional piauiense. O evento visou ao estímulo e desenvolvimento de atividades empreendedoras, por parte dos participantes, e diminuição da reincidência criminal. A atividade aconteceu na sede do Sebrae, em Teresina.

“Somos hoje o terceiro país do mundo em encarceramento. Eu acredito que ações como essa contribuem para mudarmos essa rota e diminuirmos o índice de criminalidade”, declara o magistrado Luiz de Moura Correia, juiz auxiliar da Corregedoria Geral de Justiça (CGJ), presente ao evento.

Dentre as atividades realizadas no workshop, o arte educador Jefferson Xavier ministrou palestra motivacional, com a finalidade de mostrar aos reeducandos e egressos as possibilidades que eles têm de atuarem no mercado empreendedor, montarem seu próprio negócio e assim, mudarem seus planos e sua perspectiva de vida. O tema discursado na palestra engloba as propostas disseminadas pelo Programa Reconstruindo Vidas, que tem como foco a prevenção à reincidência criminal e a criação de oportunidades de (re)integração social destes indivíduos com ajuda de parceiros do setor público e privado.

O “Reconstruindo Vidas” é um programa criado pela VEP da comarca de Teresina, conduzida pelo magistrado Vidal de Freitas Filho, e pelo Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do Estado do Piauí (GMF-PI). Dentre as ações do programa, destacam-se a promoção de qualificação profissional e inserção ao mercado de trabalho de egressos, liberados condicionais, liberados em regime aberto e prisão domiciliar e respectivos familiares.

As instituições parceiras contribuem para o fomento do empreendedorismo dos reeducandos, oferecendo capacitação em treinamentos em gestão e cursos profissionalizantes. Ao término da palestra, os participantes, juntamente com seus cônjuges, foram atendidos pelos analistas do Sebrae e do Senai para receber orientações e soluções relacionadas a profissionalização.

“Estamos dando a nossa contribuição para a diminuição da criminalidade no Estado, além de estarmos cumprindo a nossa missão de fomentar o empreendedorismo. A nossa atuação no Reconstruindo Vidas é no sentido de capacitar e incentivar o desenvolvimento de atividades empreendedoras, a fim de que não reincidam nas práticas delituosas. É uma semente que estamos plantando, que esperamos que gere bons frutos e resultados efetivos no que se refere à redução das infrações penais no Piauí”, acrescenta o diretor superintendente do Sebrae-PI, Mário Lacerda.

Integram ainda a Comissão de Coordenação do Programa Reconstruindo Vidas, além do TJ-PI, Sebrae e Senai, as Secretarias Estaduais de Educação, Justiça e de Assistência Social e Cidadania, a Coordenadoria de Enfrentamento às Drogas, o Serviço Social da Indústria (Sesi), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Piauí (Fecomércio) e o Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas Piauí).

Com informações de Ascom Sebrae-PI.

Compartilhe: