Início » TJPI » Destaques » Conhecendo a Agenda 2030: “produção e o consumo sustentáveis” e “combate às mudanças climáticas” são temas da semana

Conhecendo a Agenda 2030: “produção e o consumo sustentáveis” e “combate às mudanças climáticas” são temas da semana

 
 

“Produção e o consumo sustentáveis” e “combate às mudanças climáticas” são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) abordados pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Resolução de Conflitos do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (Nupemec/TJ-PI) ao longo desta semana por meio da campanha Conhecendo a Agenda 2030. A iniciativa tem como objetivo disseminar entre servidores, magistrados e seguidores do perfil @equipenupemectjpi informações sobre os 17 ODSs propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O ODS 12 trata sobre a produção e o consumo sustentáveis, com foco em ações globais e locais, tais como: alcançar o uso eficiente de recursos naturais, reduzir o desperdício de alimentos, manejar resíduos químicos de maneira responsável. Neste objetivo, também estão incluídos o cuidado com resíduos sólidos e a diminuição da emissão de poluentes.

“Atingir um consumo mais consciente exige esforço da população, é claro, mas também é papel das cidades e de seus respectivos governos garantir o cumprimento dos ODS. No caso dos municípios, cabe às prefeituras a criação de acordos e leis rígidas de controle de emissão de poluentes, elaboração de planos de coleta e destinação adequada de resíduos urbanos, elaboração de programas sociais de conscientização e inovação industrial e o desenvolvimento de tecnologias mais limpas”, afirma Rinaldo Sousa, coordenador de Políticas Judiciais do TJ-PI.

Já o ODS 13 diz respeito a “Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos”, tendo como foco combater a mudança climática e seus impactos. “Trata-se de meta que exige investimentos em conscientização, sensibilização, formação e educação. Atingir as metas do ODS 13 significa, portanto, superar também uma série de outros problemas planetários”, acrescenta Rinaldo Sousa.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email