Início » Corregedoria » Projeto de digitalização da Corregedoria Geral de Justiça do Piauí servirá de modelo para a CGJ do Maranhão

Projeto de digitalização da Corregedoria Geral de Justiça do Piauí servirá de modelo para a CGJ do Maranhão

 
 

A Corregedoria Geral de Justiça do Piauí recebeu nesta terça-feira o Corregedor Geral da Justiça do Maranhão, desembargador Marcelo Carvalho. Na visita, o desembargador maranhense veio conhecer e entender como está funcionando o projeto de digitalização dos processos piauiense, que até então já virtualizou mais de 27 mil peças em quatro meses de implantação.

Recebido pelo desembargador Oton Lustosa, Corregedor Geral da Justiça em exercício e pelos juízes auxiliares Dr. Manoel Dourado, Dr. Luiz Moura e Dr. Mário Cavalcante, o Corregedor do Maranhão ouviu da Secretária Geral da CGJ-PI, Mônica Lopes, todos os detalhes do projeto, que tem como objetivo tornar o Poder Judiciário piauiense 100% digital na área cível. “Sem dúvida o resultado é impressionante. Viemos conhecer pessoalmente porque se trata de um processo criativo e de ótimos resultados. O Piauí está de parabéns”, disse o Corregedor Maranhense.

Na sua apresentação, a secretária ressaltou o caráter participativo e de baixo custo da iniciativa piauiense. “O grande diferencial do nosso projeto é que podemos alcançar um grande resultado, usando apenas nosso pessoal. Outros estados contrataram empresas a alto custo e nós mostramos que está sendo possível fazer um ótimo trabalho, com o material humano que temos. Nossa meta é até o final dessa gestão gerar os processos físicos na área cível”, explicou Mônica Lopes.

O Corregedor Geral da Justiça em exercício, desembargador Oton Lustosa falou da importância de se trocar experiências entre as Corregedorias. “Temos muito o que aprender também. Essa troca de experiências e boas práticas é essencial”, disse.

Ainda na visita, o desembargador Marcelo Carvalho fez questão de parabenizar o Poder Judiciário do Piauí pela sua Central de Inquéritos, que, segundo ele, é a melhor do Brasil. “É um modelo que merece vários prêmios. Sem dúvida é a melhor do país. O mundo inteiro merece conhecer”, ressaltou.

Ainda essa semana, o Corregedor deve visitar a Central de Distribuição e o Núcleo de Digitalização para conhecer como funciona na prática esse trabalho. “Quero ver de perto especialmente como o exército está auxiliando para poder levar essa experiência para o Maranhão”, garantiu o desembargador.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email