Início » Notícias » Palestra promovida pelo TJ-PI alerta para “o limite entre o beber social e a síndrome de dependência”.
 

Palestra promovida pelo TJ-PI alerta para “o limite entre o beber social e a síndrome de dependência”.

O Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), por meio da Superintendência de Gestão da Saúde e Qualidade de Vida (Sugesq), do Núcleo de Gestão Socioambiental (Nusa) e do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), promoveu, nesta segunda-feira (25), a palestra “O limite entre o beber social e a síndrome de dependência”, ministrada pelo psiquiatra Samuel Robson Moreira Rêgo. A atividade marcou a retomada do projeto Vida Saudável, voltado à promoção da saúde física e mental de magistrados e servidores do TJ-PI.

Ao iniciar a palestra, que fez um apanhado sobre as consequências legais, comportamentais e físicas do consumo abusivo de bebidas alcoólicas, o médico apresentou um histórico sobre a presença do álcool na sociedade e ressaltou que o alcoolismo é considerado doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

“O álcool, ao mesmo tempo que tem efeitos positivos, tem riscos. É importante saber identificar esses riscos e saber se esquivar deles. É possível consumir álcool sem ter problemas, mas quando há problemas, em geral, são problemas muito sérios”, afirmou Samuel Rêgo, acrescentando que os especialistas dividem esses problemas em dois grupos: o uso nocivo e a dependência. “O uso nocivo independe da quantidade e da frequência do consumo. Trata-se daquele indivíduo que sempre que consome álcool, mesmo que uma vez ao ano, tem prejuízos”, explicou.

O palestrante apresentou ainda dados preocupantes em relação ao consumo de álcool no Brasil: 12,5% dos brasileiros fazem uso de álcool abusivo ao menos uma vez por ano; 20% dos brasileiros não bebem com moderação; 65% dos acidentes de trabalho e ausências acontecem por uso indevido do álcool. Samuel Rêgo também abordou os principais sintomas do uso abusivo do álcool e sua relação com doenças como a depressão.

Presente ao evento, o presidente do TJ-PI, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, falou sobre a importância da promoção de discussões como essa. “Estamos retomando o projeto Vida Saudável, uma iniciativa fundamental para a promoção do bem-estar de magistrados e servidores, para a prevenção de doenças físicas e mentais”, disse.

 

 

 

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email
A barra lateral não está ativa.