Início » Destaques » Núcleo de Memória Judicial do TJ-PI realiza primeira reunião e lança metas para a preservação da história do Tribunal
 

Núcleo de Memória Judicial do TJ-PI realiza primeira reunião e lança metas para a preservação da história do Tribunal

Os integrantes do Programa Gestão Documental, Memória e História do Poder Judiciário do Estado do Piauí (Prodoc) realizaram sua primeira reunião de trabalho na manhã desta quarta-feira (12). O colegiado é encarregado da preservação e catalogação do acervo histórico dos quase 300 anos de Justiça no Piauí, contados a partir da criação da primeira comarca do estado, no povoado da Mocha — onde hoje se localiza Oeiras (a 280 km de Teresina). Durante a reunião, foi apresentado o Plano de Gestão 2020/2024 do Prodoc, que prevê uma série de medidas para valorizar, difundir e consolidar os feitos e impactos do TJ-PI na sociedade piauiense.

De acordo com o desembargador Luís Gonzaga Brandão de Carvalho, presidente do comitê gestor do Prodoc, “o Piauí é um dos poucos estados que ainda não possui um órgão desse gênero; o que estamos fazendo aqui é estabelecer e cuidar da conexão entre passado, presente e futuro através da memória do nosso Tribunal”.

Dentre as propostas debatidas, está a recuperação de um acervo de mais de 20 mil fotos de servidores, desembargadores e colaboradores do Tribunal, um acervo de áudio com as vozes dos antigos desembargadores, restauração de mobiliário, de processos arquivados, entre outros artefatos históricos do TJ-PI. Além disso, está sugerida a criação de duas revistas: a Temáticas em Foco e a semestral In Lege Vinces, que é batizada em referência ao lema no brasão do TJ-PI. Há, ainda, a intenção de se criar um museu virtual, a fim de tornar mais acessível a consulta aos documentos históricos da Justiça piauiense.

Para o desembargador Olímpio Galvão, supervisor do Prodoc, o grupo “pretende se firmar como uma referência nacional no âmbito dos estudos e da pesquisa da cultura judicial”, além de cimentar a importância do TJ-PI na história do Piauí.

Prodoc

O Programa Gestão Documental, Memória e História do Poder Judiciário do Estado do Piauí foi criado pela Portaria no. 239/20 e é presidido pelo desembargador Luís Gonzaga Brandão de Carvalho, supervisionado pelo desembargador Olímpio Galvão. Tem como vice-presidente o juiz Edson Alves da Silva e como membros: William Carvalho e Silva, Maria Evangilina Barroso de Araújo Dias, Francisco das Chagas Mendes de Meneses, Rafael Dantas Nery, Clarindo José Lopes Machado e Haroldo Felipe da Costa.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email