Início » Destaques » Em um mês de funcionamento, Plenário Virtual do TJ-PI já julgou quase 300 processos
 

Em um mês de funcionamento, Plenário Virtual do TJ-PI já julgou quase 300 processos

Implantado em 7 de junho de 2019, o Plenário Virtual completa, nesta semana, um mês de funcionamento. Neste período, já foram pautados 282 (duzentos e oitenta e dois) processos em ambiente eletrônico, dentre processos das Câmaras Especializadas Cíveis, Criminais e de Direito Público.

Em fase experimental, a ferramenta demonstrou ter sido bem acolhida pelos desembargadores que compõe o Tribunal de Justiça. Uma das razões é a agilidade que o novo sistema permite ao trâmite processual. Entre outros motivos, um dos mais importantes é o prazo de sete dias corridos para o proferimento dos votos, o que permite que um número maior de pautas possam ser agendadas, e maior tempo para a avaliação dos processos. Para o desembargador Olímpio Galvão, a instalação do Plenário Virtual é, nas suas palavras, “um grande passo para a Justiça piauiense, que demonstra o interesse de acompanhar a evolução do tempo, no mesmo ritmo dos grandes tribunais”.

O analista de sistemas Cristiano Girão, um dos responsáveis técnicos pelo desenvolvimento do Plenário Virtual, destacou que a utilização da ferramenta tem superado as expectativas. “Os gabinetes dos desembargadores, advogados, membros da Defensoria Pública e do Ministério Publico têm se mostrado atentos à nova forma de julgamento em ambiente virtual, não havendo maiores incidentes junto à Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação”, disse.

Já o consultor jurídico Elias Ribeiro, que também acompanha as demandas surgidas junto aos gabinetes dos desembargadores, demonstrou entusiasmo com o resultado alcançado. “Estamos satisfeitos com a aceitação do Plenário Virtual, pois sabemos que toda novidade leva um tempo até ser totalmente incorporada, mas o total de julgamentos apurado em apenas um mês superou a meta imaginada”, avalia.

Treinamento

No dia 12 de julho, haverá um novo treinamento destinado à Seju (Secretaria Judiciária), a fim de retirar as dúvidas remanescentes e aprimorar o método de trabalho desenvolvido pelos servidores e Secretários de Câmara no que se refere às sessões virtuais. O curso pretende esclarecer dúvidas a respeito do funcionamento da nova ferramenta, além de trazer um maior domínio do novo processo virtual. No total, estão sendo ofertadas 15 vagas.

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email