Projeto “Leis Sistêmicas a Serviço da (Re)conciliação” promoverá Constelação em Floriano nesta quinta-feira (5)

 
 

Será promovida, na manhã desta quinta-feira (5), na comarca de Floriano (a 240 km de Teresina), prática de Constelação Familiar, pertencente ao projeto “Leis Sistêmicas a Serviço da (Re)conciliação”. O projeto é uma realização do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) e do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), e é vinculado ao Núcleo de Soluções Sistêmicas. A dinâmica será conduzida pela facilitadora Adriana Queiroz, no Auditório da Faesf (situada à Rua Clemente Alves de Sousa, nº 401, bairro Rede Nova), às 9h.

A Constelação Familiar compõe uma prática integrativa que revela dinâmicas inconscientes dos sistemas aos quais os indivíduos pertencem, sejam eles sistema familiar, conjugal e/ou no ambiente de trabalho. Nesse sentido, é feita junto aos cidadãos que possuem algum conflito em trâmite na Justiça ou demais conflitos passíveis de serem judicializados e que pretendam resolvê-los por meio dos métodos autocompositivos, a mediação e a conciliação.

Durante as dinâmicas, os participantes são instruídos a relacionarem-se uns com os outros de forma espontânea, representando papéis correspondentes aos que desempenham no sistema em que estão inseridos, a fim de que seja possível a identificação de determinadas condutas de cada indivíduo e, consequentemente, determinar a causa raiz do conflito existente.

Dessa forma, as práticas integrativas constituem-se em uma alternativa eficaz e célere à resolução de contendas jurídicas, contribuindo para a redução do índice de demandas na Justiça, que em grande parte são relativas à falta de entendimento comum entre as partes envolvidas em um litígio.

 

Compartilhe:
Print Friendly, PDF & Email